Faça já a sua reserva!

O melhor preço garantido


Campos incompletos


Seleccione por favor, as datas de check in e check out.

Campos incompletos

Faça já a sua reserva!

O melhor preço garantido


Campos incompletos


Seleccione por favor, as datas de check in e check out.

Campos incompletos

Nazaré e Região

Considerada por muitos como a mais típica praia de Portugal, encanta o visitante pela sua beleza natural.

O clima ameno, as gentes simpáticas e hospitaleiras, uma luz magnífica, as tradições e artes de pesca fizeram da Nazaré musa de pintores e artistas, celebrada em todo o mundo.

A formosa enseada nazarena é protegida e abrigada pelo seu majestoso promontório, no cimo do qual se encontra o Sítio da Nazaré. Parte integrante da vila, ao Sítio deve-se chegar no ex-libris da terra, o Ascensor, que proporciona uma vista memorável dos horizontes da praia. Lá no alto do Sítio, do Miradouro do Suberco, o olhar perde-se num dos mais belos panoramas marítimos do país. Aqui, lenda e religiosidade encontram-se no culto de Nossa Senhora da Nazaré.

A Pederneira, núcleo primitivo da comunidade piscatória, é a guardiã tranquila das memórias de outras eras. Outrora porto de mar dos Coutos de Alcobaça e ativo estaleiro naval, hoje contempla o desenvolvimento da praia que se estende a seus pés.

 O Porto de Pesca e Recreio, a sul da praia, faz a síntese da história da vila, onde passado e presente se aliam para melhorar o futuro dos nazarenos.

Percorrer as ruas estreitas, perpendiculares ao mar, onde a vida transcorre ao ritmo de ventos e marés, é descobrir a essência destas gentes. Expansivas e alegres, escondem tristezas num sorriso aberto, falam a cantar e encantam pelo seu modo de ser e de vestir.

Envolta em cheiros de sal e maresia, a Nazaré convida os seus visitantes a degustarem umas belas sardinhas assadas ou uma suculenta caldeirada, entre outras iguarias típicas da beira-mar.

Vibrante, desportiva, animada, para férias, lazer ou passeio, a Nazaré dispõe de todos os encantos para o fazer regressar.


Pelourinho

Por volta de 1514, quando o rei D. Manuel concedeu foral à vila da Pederneira foi erguido na praça principal, atual praça Bastião Fernandes, um pelourinho ao estilo manuelino. A Pederneira preservou o estatuto concelhio até 1855, altura em que, por declínio demográfico face à evolução recente da cosmopolita Praia da Nazareth, foi anexada ao concelho de Alcobaça.

Em 1876, o primitivo pelourinho foi retirado por ordem de Alcobaça. Mais tarde, em 1886, um tronco fossilizado foi transportado para a Praça Bastião Fernandes a partir do antigo cemitério, em substituição do antigo pelourinho então destruído, como que apelando a um sentimento de autonomia. É um interessante monolítico de sílex, correspondente a um fragmento de tronco fossilizado, vulgarmente conhecido por pederneira, com quase 150 milhões de anos, sendo por isso um dos monumentos naturais classificados mais antigos de Portugal. Está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1933, pelo seu valor cultural e histórico.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS PROMOÇÕES

Frequentemente criamos ofertas especiais e enviamo-las por email aos nossas clientes,para que estejam sempre a par dos nossas descontos e promoções


Campos incompletos


Os campos assinalados são obrigatórios.

Campos incompletos

Subscrição efectuada com sucesso


Obrigado por subscrever a nossa newsleter.
Deve verificar a sua caixa de e-mail para validar a subscrição.

Subscrição efectuada com sucesso

Erro na subscrição.


Por favor tente mais tarde.

Erro na subscrição.

// Morada

Rua Mouzinho de Albuquerque N.10
2450-255 Nazaré
PORTUGAL

// Mais Informações

geral@hotelmare.pt

// Reservas

reservas@hotelmare.pt

// Contactos

T.+351 262 550 180
F.+351 262 550 181

© 2018 Hotel Maré Developed by Alencastre.net . Powered by Umbraco